Bienal de Ilustração de Guimarães volta a distinguir artistas emergentes

big_1_1024_2500

Já arrancou a 3ª. BIG – Bienal de Ilustração de Guimarães, que tem como principal objetivo dignificar o papel dos ilustradores no desenvolvimento cultural. A edição deste ano decorre de 11 de setembro a 31 de dezembro e conta com oficinas, palestras, exposições e as habituais nomeações. Nesta exposição coletiva é possível conhecer as obras dos candidatos ao Prémio Nacional BIG 2021.

Já são conhecidos os 65 autores selecionados ao Prémio BIG, numa edição que registou o mais número de inscrições: 126 autores submeteram as suas obras para avaliação. O Palácio Vila Flor volta a acolher os trabalhos selecionados no concurso nacional, dirigido aos artistas que desenvolvem a sua atividade profissional nas áreas da ilustração.

BIG é uma iniciativa da Câmara Municipal de Guimarães e da MOTOR – Produção Cultural, Cooperativa de Responsabilidade Limitada, CRL, contando com vários parceiros, incluindo A Oficina. A Bienal pretende salientar o trabalho de vários ilustradores nos diversos campos artísticos, desde o campo da edição, dos livros, das revistas e dos jornais, dos cartazes, nos suportes clássicos de comunicação de massas e ainda no domínio das novas tecnologias, aliando à referência da cidade de Guimarães, enquanto território de reconhecimento nacional e internacional, no fomento de massa crítica e na área da ilustração.

Nesta terceira edição, a BIG volta a distinguir ilustradores com a atribuição de vários prémios. O Prémio Carreira BIG, no valor de 10 mil euros, deste ano é atribuído a Cristina Reis que trabalhou, durante 40 anos, como coreógrafa, figurinista, designer e encenadora numa das mais prestigiadas companhias de teatro nacionais, o Teatro da Cornucópia. Os trabalhos mais reconhecidos da artista estão expostos no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), de 23 de outubro a 31 de dezembro.

Cartaz da BIG 2021

O cartaz desta edição é da autoria de André Letria, vencedor do Grande Prémio BIG 2019 e de tantas outras distinções importantes, como o Grande Prémio Gulbenkian e um Award of Excellent for Illustration. As suas ilustrações têm percorrido páginas de livros e jornais, tendo ainda trabalhado em cenários de teatro e filmes de animação.

O Grande Prémio BIG 2021 deste ano distingue Sebastião Peixoto, natural de Braga, que colabora com várias editoras nacionais e internacionais, tendo já publicado vários trabalhos em Fanzines, revistas e jornais, além de participar regularmente em exposições coletivas de pintura e ilustração. Sebastião Peixoto é eleito depois de João Fazenda ter sido distinguido na edição de 2017 e, posteriormente, André Letria, em 2019. Destaque ainda para a atribuição do Prémio BIG Revelação, atribuído a Eva Evita, arquiteta e ilustradora. A artistas cria ilustrações nas mais diversas áreas artísticas, tendo sido distinguida com prémios importantes, como o Novos Talentos FNAC 2020 ou o 1º. Prémio Internacional de Ilustração e Porcelana Vista Alegre (2019).

O Ciclo de Palestras inicia-se com uma abordagem à obra de Maria João Worm e Isabel Baraona, a partir dos seus trabalhos de ilustração, a 26 de novembro. A programação pode ser conhecida aqui.  A terceira edição da BIG conta ainda com várias Oficinas de Ilustração, destinada às escolas.