As sombras de Van Gogh

As sombras de Van Gogh

Um dos artistas mais influentes do século XIX, o pintor holandês Vincent Willem Van Gogh morreu no dia 29 de julho de 1890, aos 37 anos, dois dias depois de dar um tiro no próprio peito. Hoje, o seu trabalho é reconhecido pelo mundo inteiro, mas, durante a sua curta vida, Van Gogh acreditou que jamais seria reconhecido pelo seu trabalho. Nascido em 30 de março de 1853, o artista apenas vendeu alguns quadros ao longo da sua curta trajetória. Van Gogh foi um génio que lutou contra diversos distúrbios mentais e é frequentemente descrito como alguém que viveu em constante sofrimento.

Deixamos aqui algumas respostas a perguntas feitas frequentemente sobre a vida e obra de uma das figuras mais famosas e influentes da história da arte ocidental.

 

 

Por que é que Van Gogh se tornou artista?

Em 1878 Van Gogh já tinha três carreiras fracassadas. negociante de arte, professor e livreiro. Entre os anos de 1878 e 1880 abandonou os seus estudos de teologia antes mesmo de assistir a uma única aula. Vincent foi atingido por uma depressão severa durante quase um ano e foi deixado completamente sobre os seus próprios recursos. Finalmente decidiu seguir o conselho de Theo (seu irmão mais novo) e tornou-se um artista. Apesar de sempre gostar de desenhar e ser um apreciador de arte, essa aposta era um tiro no escuro, pois Vincent certamente não era um talento natural.

 

Qual pintura Van Gogh achou que era o seu melhor trabalho?

Vincent considerou Potato Eaters (Os Comedores de Batata), Sunflowers (Doze Girassóis numa Jarra) e The Bedroom (O Quarto em Arles) como seus melhores trabalhos. Podemos tirar essa conclusão porque ele continuou a escrever sobre esses quadros em algumas cartas muito depois deles terem sido pintados. Durante o tempo no sul da França, Vincent também criou várias versões de pinturas que ele gostava. Ao escrever para Gauguin, Vincent até chamou os girassóis como o seu tema pessoal. “Falas comigo na tua carta sobre uma tela minha, os girassóis com fundo amarelo – para dizer que seria um prazer recebê-la. Não acho que tenhas feito uma má escolha. Se Georges Jeannin tem a peónia, quase a malva-rosa, de facto, antes de outras pessoas, eu escolhi o girassol”.

 

Quantas pinturas Vincent vendeu?

Não se sabe exatamente quantas pinturas Van Gogh vendeu durante a sua vida, mas, em qualquer caso, foram algumas. A primeira comissão de Vincent foi de seu tio Cor. Cor era um negociante de arte e queria ajudar o seu sobrinho, então encomendou 19 paisagens urbanas de Haia. Vincent vendeu sua primeira pintura para o negociante de arte e pintura parisiense Julien Tanguy, e o seu irmão Theo vendeu com sucesso outra obra para uma galeria em Londres. O Red Vineyard, que Vincent pintou em 1888, foi comprado por Anna Boch, irmã do amigo de Vincent, Eugène Boch. Van Gogh costumava trocar trabalhos com outros artistas, nos seus anos de juventude, muitas vezes em troca de alguma comida ou suprimentos de desenho e pintura. Nesse sentido, Vincent realmente “vendeu” muito trabalho durante sua vida.

 

Qual a razão de Van Gogh ter cortado a orelha?

 Vincent Van Gogh cortou a orelha esquerda quando teve uma discussão acalorada com Paul Gauguin, o artista com quem ele trabalhava há um tempo em Arles. Foi nesse momento que a doença de Van Gogh se revelou: ele começou a alucinar e sofreu ataques nos quais perdeu a consciência. Durante um desses ataques ele usou a faca. Mais tarde, ele não conseguiu lembrar-se de nada sobre o que aconteceu.

 

Qual era o maior segredo de Van Gogh?

Se lermos as cartas de Vincent não parece um homem que tivesse grandes segredos. Ele era geralmente aberto nas cartas que escrevia a Theo, embora às vezes demorasse um pouco para relatar as últimas notícias. Esperou para contar a Theo sobre seu relacionamento com a prostituta Sien Hoornik, em Haia. Ela estava grávida e tinha uma filha quando Vincent a conheceu. Vincent expressou todas as queixas que tinha e desabafou como se sentia sobre o que o estava mantendo ocupado. Em 1877 escreveu assim numa carta a Theo:Obrigado por vires aqui ontem, e vamos continuar a ter o mínimo de segredos possível. Afinal, somos irmãos”.

 

 

Van Gogh estava ciente de sua instabilidade mental?

Vincent estava muito ciente da situação e, em janeiro de 1889, também escreveu sobre sua condição nas suas cartas. De volta à Casa Amarela, em Arles, depois de cortar sua própria orelha, ele escreveu uma carta a Theo: “Escrevo-te em plena posse da minha presença de espírito e não como um louco, mas como o irmão que tu conheces”. “Não te esconder que teria preferido morrer do que causar e suportar tantos problemas”. Depois de passar alguns meses na instituição e sofrer crises recorrentes, começou a desanimar e a deixar de acreditar que algum dia iria melhorar.

 

Onde está neste momento o quadro A Noite Estrelada?

Hoje, um dos quadros mais famosos do artista holandês, A Noite Estrelada, pode ser visitado no Museu de Arte Moderna de Nova York. Mas como foi parar lá?

Vincent vendeu apenas algumas obras de arte durante a sua vida. Quando Vincent faleceu, o seu irmão Theo herdou todos os quadros. No entanto, quando Theo morreu, pouco tempo depois, as pinturas foram parar às mãos da esposa de Theo, Jo, e do seu único filho. Para estabelecer o reconhecimento de Vincent no mundo da arte, Jo vendeu estrategicamente as obras de arte para colecionadores de arte influentes ou museus conhecidos. Um dia, Jo vendeu A Noite Estrelada para Georgette Van Stolk em Roterdão. Então, em 1941, o MoMA compro-o a Geogette. Foi o primeiro Van Gogh a entrar na coleção de um museu de Nova York.